Minha foto
São Paulo, São Paulo, Brazil
Paulistana, licenciada em Artes Visuais, professora titular de Artes da rede pública de ensino do Estado de SP. De maneira autônoma e em parceria com coletivos de arte, cultura e cidadania pesquisa/desenvolve as linguagens artísticas: desenho, quadrinhos, produção de vídeo experimental e de música experimental. Desenvolve os projetos educacionais: "Arte Moderna e Contemporanea" e "Cultura AfroIndigena nas Escolas". Cria/participa de Fanzines de ilustração e de poemas ilustrados em parceria com escritores e educadores independentes. Participa desde 2012 de exposições de Desenho, de Quadrinhos e de Fanzines. Formou-se também na área de construção civil e teve experiência profissional como Técnica em Edificações, Tecnóloga em Construção de Edifícios e Desenhista Projetista/Arquitetura.

Vazio interior

Estranho o mundo,
Estranho meus desejos
Num momento quero tudo,
Noutro, nada
Aspiro o ar da liberdade,
Mas não sei o que fazer.
Melhor seria alguém
As regras me dizer?
O que é mais importante
Fazer ou pensar?
Se faço, não penso
E se penso, não faço
O que escrever?
O que dizer?
A linguagem
Me trai
Sentimento de vazio
Não sei como preenchê-lo
Será essa a minha sina de viver
Nunca saber?

Autoria: Fabiana Menassi

Visita a Bienal do Livro - 2008


No último domingo visitei a famosa Feira de Livros para conhecer as intervenções artísticas e educativas promovidas pelas editoras e livrarias para atrair o público.

Confiram os registros mais marcantes da visita.



Sistema solar






Caricaturas


Gabriel, o pensador, recitando poesias




Desilusão

Amor e ódio
Uma mistura
Decorrente da vida
De quem não deseja
Sentir a solidão.
A busca infinita
Dói no coração
De quem ama
E o amor
Em ódio se transforma.
O amor consome o coração
De quem
Deseja
Uma pessoa
Que nunca alcança.

Autoria: Fabiana Menassi

Amor fra(e)terno


Amizade, afeição
Aproximação, paixão
Seja qual for a combinação,
Regozija meu coração

Sou dotada da certeza:
Gozar de sua companhia
Faz emergir da tristeza
O prazer e a alegria.

Mesmo com as presenças
Da longitude do tempo
E da saudade imensa,
Não dissolveu-se meu sentimento

Se for somente
Por um simples retrato
Ficarei contente
Ver você em nosso eterno abraço

Somos duas almas unidas
Pelo destino, que desejou
Que fôssemos amigas
E entre nós existisse amor.


Autoria: Fabiana Menassi