Minha foto
São Paulo, São Paulo, Brazil
Paulistana, licenciada em Artes Visuais, professora titular de Artes da rede pública de ensino do Estado de SP. De maneira autônoma e em parceria com coletivos de arte, cultura e cidadania pesquisa/desenvolve as linguagens artísticas: desenho, quadrinhos, produção de vídeo experimental e de música experimental. Desenvolve os projetos educacionais: "Arte Moderna e Contemporanea" e "Cultura AfroIndigena nas Escolas". Cria/participa de Fanzines de ilustração e de poemas ilustrados em parceria com escritores e educadores independentes. Participa desde 2012 de exposições de Desenho, de Quadrinhos e de Fanzines. Formou-se também na área de construção civil e teve experiência profissional como Técnica em Edificações, Tecnóloga em Construção de Edifícios e Desenhista Projetista/Arquitetura.

Carta aberta (Escalação da ULA!)

Os estudantes de arte não precisam mais sentir opressão/depressão (certamente provocadas por instituições acadêmicas formadoras de artista-padrão e simultaneamente mutiladoras de ideias/sonhos), existe uma alternativa aberta a receber/desenvolver/salvar a genuína arte: A ULA! (Universidade Livres das Artes).


Parabéns amigo Rodrigo Munhoz! Desconstrutor incansável da arte e da vida...



Carta aberta (Escalação da ULA!):
1-A “ULA!” Universidade Livre das Artes reclama o direito de existir neste planeta, como um espaço de desaprendizagem  contínua
2-Os saberes de cada lugar servem como zona de contaminação para a ULA! ,sobretudo em ambiente externo ,pois é lá que reside “o saber e o sabor” em “tempo real” .Portanto, a ULA! é também uma extensão da rua,assim como da escola de rua (ação já desenvolvida por integrantes da ULA!) . A rua não pode servir de álibi para conter os anseios da população, mediante o uso da “máquina midiática de fabricar medo” ,bem como os demais equipamentos de conforto para contenção da vida em casa
3-A ULA!,assim como a vida ...é itinerante e dispensa a utilização de um campus. Ela busca a  circulação entre as mais variadas formas criativas de vida. A ULA! se utiliza da força criativa para suplantar a tão propalada falta de material de trabalho. O material de trabalho maior é aquele que habita o indivíduo,ou seja, a ULA! necessita tão somente da presença de um indivíduo em estado de criação.
4-A ULA! não compactua com a utilização de mecanismos anti-pedagógicos  que concorram para o estabelecimento de um processo vertical de desaprendizagem ,isto é, a adoção da coerção, controle, comparação e competição que funcionam por indicativos ordinários tais como: Notas, limite de faltas ,catracas, paredes, mesas e cadeiras viradas para uma só direção
5-A ULA! não se preocupa em formar o indivíduo, todavia,deformá-lo , posto que a formação se presta na maioria dos casos ,a adaptar o mesmo a uma fôrma
6-O tempo dedicado ao processo  de deformação na ULA! respeitará o tempo da percepção sensível de cada um. A ULA! não se preocupa com os tais “4 anos”...afinal, a vida é pra ser inteira
7-Caso  alguém necessite da presença de uma matriz curricular na ULA!, a mesma se dará de forma individual ou coletiva (no caso de haver afinidade e conseqüente troca de experiência).A matriz curricular não dependerá das disciplinas já conhecidas,visto que outras disciplinas poderão se integrar ao processo de desaprendizagem (por grau de afinidade ou tesão). Exemplo: “Quero estudar garatuja em detrimento de Desenho 1,Desenho 2 e etc”...”Quero estudar a arte da história dos anônimos em detrimento da História da Arte”
8-A ULA! se propõe a gerar um espaço para troca de energia, desconsiderando a especificidade dos papéis assumidos em sociedade ,exemplo:Artista+educador  / espectador+educando.
9-A desaprendizagem na ULA!  ocorre através do plano afetivo da experiência ,daquilo que não é pragmático ou tão somente serve à resolução de problemas .A ULA! gera novos problemas e por conseguinte, libera  novos atos de transformação
10-A ULA! compartilha do conhecimento via “CC” Creative Commons ,bem como extensões em copyleft...tudo para que cada um possa dar “mais sabor e consistência à massa do bolo”
11-A ULA! existirá em todo campo da expressão afetiva presente entre o céu e a terra. A ULA! é poética,contraditória,phoda,brega e necessária...