Minha foto
São Paulo, São Paulo, Brazil
Paulistana, licenciada em Artes Visuais, professora titular de Artes da rede pública de ensino do Estado de SP. De maneira autônoma e em parceria com coletivos de arte, cultura e cidadania pesquisa/desenvolve as linguagens artísticas: desenho, quadrinhos, produção de vídeo experimental e de música experimental. Desenvolve os projetos educacionais: "Arte Moderna e Contemporanea" e "Cultura AfroIndigena nas Escolas". Cria/participa de Fanzines de ilustração e de poemas ilustrados em parceria com escritores e educadores independentes. Participa desde 2012 de exposições de Desenho, de Quadrinhos e de Fanzines. Formou-se também na área de construção civil e teve experiência profissional como Técnica em Edificações, Tecnóloga em Construção de Edifícios e Desenhista Projetista/Arquitetura.

28 de outubro, DIA - Dia Internacional da Animação


O DIA – Dia Internacional da Animação - é celebrado todos os anos sempre no dia 28 de outubro, data em que se comemora a primeira exibição pública de imagens animadas. Mais de 400 cidades do Brasil, organizadas pela Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA) e 30 países, como França, Estados Unidos, África do Sul, China e Austrália, que fazem intercâmbio de suas mostras participam da comemoração. É o maior evento simultâneo do gênero do mundo, que tem como principal objetivo difundir o cinema de animação, atraindo novos públicos e proporcionando aos espectadores o acesso a essa arte cinematográfica.

E em Ribeirão Pires, pelo segundo ano consecutivo, o evento será realizado pelo Cineclube Cidadãos Artistas em parceria com ARCA (Associação Ribeirãopirense de Cidadãos Artistas), FundAÇÃO KAH-HUM-KAH e Projeto Oficinativa que preparou uma programação especial: exibição de curtas-metragens nacionais e internacionais de desenhos animados e oficinas de técnicas de animação cinematográfica.

Todas as atividades são gratuitas.

Mais informações:
www.abca.org.br
cidadãosartistas@gmail.com
projetooficinativa@hotmail.com
fabi_menassi@yahoo.com.br

Participação no documentário “Mestres da Gaita”, 2008 – Selecionado para a programação do Festival Internacional de Curtas-metragens 2009, Petrobrás





Olá amigo leitor, este texto postado aqui no blog conta um momento artístico-cultural e feliz de minha vida de 2004 à 2006 quando integrei a Orquestra Paulista de Gaitas. Este grupo existente há mais de 10 anos teve diversas formações ao longo deste tempo e sempre foi integrada por alunos que iniciaram sua formação com a gaita cromática na oficina do Tendal da Lapa coordenada pelo querido professor Luís Aude.



Em 2006 no Tendal da Lapa em São Paulo/SP - nosso local dos ensaios/encontros semanais - tivemos a inesperada visita da galera do Mundo em Foco - Jovem Mundo Social (http://mundoemfoco.org) que realizou por lá filmagens para um programa especial sobre as atividades do espaço cultural. O vídeo que o “Mundo em Foco” produziu da Orquestra Paulista de Gaitas tornou-se anos mais tarde o documentário “Mestres da Gaita” com narração do professor de gaita cromática Luís Aude.

O documentário – disponível para exibição no link:
http://www.kinooikos.com/acervo/videos/425/#ficha_tecnica - um dos selecionados para a programação do Festival Internacional de Curtas-metragens 2009 patrocinado pela Petrobrás cuja exibição ocorreu em agosto deste ano em diversas salas cinematográficas culturais importantes de São Paulo, é uma homenagem póstuma ao professor Luís Aude - falecido há alguns anos - e ao mestre Geraldo de Oliveira, ex-integrante do grupo musical “Titulares do ritmo”.

Mais do que tocar gaita a Orquestra Paulista de Gaitas significou uma experiência inexplicável para a razão dos dias de hoje, pois tinha particularidades que são verdadeiras lições de vida. A começar por seus mestres que apesar de suas limitações físicas – Luís que tocava gaita somente com uma mão e apesar de ter sua audição e visão prejudicadas e Geraldo que tem deficiência visual, mas com uma sensibilidade extraordinária para os sons e a música e capaz de te descrever fisicamente somente apertando sua mão – não mediram esforços para guiar seus pupilos e sensibilizar com suas fantásticas experiências do campo musical, a orquestra foi um espaço para encontrar vários amigos solidários em trocar experiências sonoras, materiais de estudo e principalmente carinho. O ensaio era um encontro de amigos, e mesmo tocando com um grupo muito experiente nunca deixei de sentir a humildade e a simplicidade de seus integrantes. Sentia muita honra de participar e conviver com a orquestra principalmente pela presença do Geraldo, um artista ímpar, que sempre contava muitas histórias interessantes sobre sua carreira no rádio e televisão com uma simplicidade inigualável; e pelo Luís, um educador incansável que acreditava sem exceção em todos os alunos que passaram por sua oficina. A confiança e a crença que estes dois mestres depositavam no grupo era evidente e certamente mantinha o grupo unido. E o documentário “Mestres da gaita” além de uma produção belíssima será uma homenagem mais do que merecida uma expressão fiel do trabalho destes dois grandes mestres.


Mestres da gaita

Sinopse
A importância da gaita e a amizade de dois mestres deficientes, responsáveis pela formação da Orquestra Paulista de Gaitas e mais de dois mil alunos


Orquestra Paulista de Gaitas (formação 2006)

Os Mestres:

Luís Aude (in memorian)
Geraldo Oliveira (in memorian)





Os integrantes:

Paulo Souza (de Boné)
Fernando Alves (regente da orquestra)
Fabiana Menassi
Estevo Golveia
Benedito Atanazio
Rubia Ramos





Ficha técnica:
Rodrigo Santos Sousa – Direção/Edição
Rodrigo Mala Marques – Produção
Carolina Jarzinski – Câmera

Mundo em foco: contato@mundoemfoco.org

Orquestra Paulista de Gaitas http://opgaitas.blogspot.com

Um Ponto de Cultura para os CIDADÃOS ARTISTAS

A ARCA está concorrendo ao edital de Pontos de Cultura no Estado de São Paulo (http://www.cultura.sp.gov.br/). Logicamente por acreditar em suas idéias e ações desenvolvidas todos esses anos, o querido companheiro Carlos Rogerio, idealizador do projeto OFICINATIVA, apresentou uma proposta para concorrer a esse apoio institucional...


Para tanto, todos os envolvidos nos coletivos têm se articulado em rede com o objetivo de aproveitar melhor os recursos disponibilizados. Apesar da solicitação ser feita pela ARCA (Associação Ribeirãopirense de Cidadãos Artistas), que possui documentação adequada para isso, a idéia é envolver outros grupos e pessoas que tem iniciativas similares e importantes no circuito de nossa região.



O catálogo ABC, Estância Solidária (http://www.scribd.com/doc/16815847/ABC-Estancia-Solidaria-catalogo-fotos), organizado pelo OFICINATIVA, é uma publicação com os primeiros grupos a se irmanarem e a pensarem viabilidades de maneira coletiva...


E no domingo 16 de agosto, no Espaço ARCA em Ribeirão Pires, ocorreu um encontro para apresentar o projeto e agregar sugestões dos interessados.