Index

portfolio (114) desenho (60) fanzines (56) exposições (46) Vivências pessoais (40) história em quadrinhos (36) Oficinativa (34) Convites (33) dicas - arte educação (27) publicacao (27) Quintal Organico (24) arte educação (23) Ideias para trabalhar na escola (22) thina curtis (19) Poesias (18) Amor Experimental (17) fanzinada (17) AfroEscola (13) Poemas Ilustrados (13) Projeto Cultura Afroindígena (13) Cineclube Cidadãos Artistas (12) criança = CRIAR Arte Moderna e Contemporânea (12) cultura africana (12) Rede ABC - Estância Solidária (11) Mensagens - reflexão (10) Cinema (9) Imagem vale mais que mil palavras (9) Propostas de atividades (9) Feira Gaiola Atmosférica (8) Orquestra Paulista de Gaitas (7) música (7) teatro de sombras (7) Escola (6) arte de rua (5) atividades itinerantes (5) galeria de arte dos alunos (5) vídeos (5) Educomunicação (4) Textos (4) cultura (4) lançamento (4) Bicicleta (3) Imagem vale mais do que mil palavras (3) cultura indigena (3) espetáculo teatral (3) premiação (3) produção de vídeos (3) quotidianos (3) videos (3) Passeios (2) ULA - Universidade Livre das Artes (2) agroecologia (2) animação (2) arte postal (2) cidadaos artistas (2) contação de histórias (2) curso (2) documentário (2) gaita (2) hq (2) lançamento de livro (2) literatura (2) meio ambiente (2) parcerias (2) pinturas (2) Bloqueio de Telemarketing (1) Dicionário de língua portuguesa (1) Fanzines portfolio (1) Fórum Social ABC (1) Núcleo ABC de Folclore (1) Reclamação (1) Sustentabilidade (1) Turismo de Intercâmbio Ecológico (1) campanha (1) estúdio (1) folclore (1) graffiti (1) intervenções (1) manifeste (1) retrato artístico (1)
Minha foto
São Paulo, São Paulo, Brazil
Paulistana, licenciada em Artes Visuais, professora titular de Artes da rede pública de ensino do Estado de SP. De maneira autônoma e em parceria com coletivos de arte, cultura e cidadania pesquisa/desenvolve as linguagens artísticas: desenho, quadrinhos, produção de vídeo experimental e de música experimental. Desenvolve os projetos educacionais: "Arte Moderna e Contemporanea" e "Cultura AfroIndigena nas Escolas". Cria/participa de Fanzines de ilustração e de poemas ilustrados em parceria com escritores e educadores independentes. Participa desde 2012 de exposições de Desenho, de Quadrinhos e de Fanzines. Formou-se também na área de construção civil e teve experiência profissional como Técnica em Edificações, Tecnóloga em Construção de Edifícios e Desenhista Projetista/Arquitetura.

Carta aberta (Escalação da ULA!)

Os estudantes de arte não precisam mais sentir opressão/depressão (certamente provocadas por instituições acadêmicas formadoras de artista-padrão e simultaneamente mutiladoras de ideias/sonhos), existe uma alternativa aberta a receber/desenvolver/salvar a genuína arte: A ULA! (Universidade Livres das Artes).


Parabéns amigo Rodrigo Munhoz! Desconstrutor incansável da arte e da vida...



Carta aberta (Escalação da ULA!):
1-A “ULA!” Universidade Livre das Artes reclama o direito de existir neste planeta, como um espaço de desaprendizagem  contínua
2-Os saberes de cada lugar servem como zona de contaminação para a ULA! ,sobretudo em ambiente externo ,pois é lá que reside “o saber e o sabor” em “tempo real” .Portanto, a ULA! é também uma extensão da rua,assim como da escola de rua (ação já desenvolvida por integrantes da ULA!) . A rua não pode servir de álibi para conter os anseios da população, mediante o uso da “máquina midiática de fabricar medo” ,bem como os demais equipamentos de conforto para contenção da vida em casa
3-A ULA!,assim como a vida ...é itinerante e dispensa a utilização de um campus. Ela busca a  circulação entre as mais variadas formas criativas de vida. A ULA! se utiliza da força criativa para suplantar a tão propalada falta de material de trabalho. O material de trabalho maior é aquele que habita o indivíduo,ou seja, a ULA! necessita tão somente da presença de um indivíduo em estado de criação.
4-A ULA! não compactua com a utilização de mecanismos anti-pedagógicos  que concorram para o estabelecimento de um processo vertical de desaprendizagem ,isto é, a adoção da coerção, controle, comparação e competição que funcionam por indicativos ordinários tais como: Notas, limite de faltas ,catracas, paredes, mesas e cadeiras viradas para uma só direção
5-A ULA! não se preocupa em formar o indivíduo, todavia,deformá-lo , posto que a formação se presta na maioria dos casos ,a adaptar o mesmo a uma fôrma
6-O tempo dedicado ao processo  de deformação na ULA! respeitará o tempo da percepção sensível de cada um. A ULA! não se preocupa com os tais “4 anos”...afinal, a vida é pra ser inteira
7-Caso  alguém necessite da presença de uma matriz curricular na ULA!, a mesma se dará de forma individual ou coletiva (no caso de haver afinidade e conseqüente troca de experiência).A matriz curricular não dependerá das disciplinas já conhecidas,visto que outras disciplinas poderão se integrar ao processo de desaprendizagem (por grau de afinidade ou tesão). Exemplo: “Quero estudar garatuja em detrimento de Desenho 1,Desenho 2 e etc”...”Quero estudar a arte da história dos anônimos em detrimento da História da Arte”
8-A ULA! se propõe a gerar um espaço para troca de energia, desconsiderando a especificidade dos papéis assumidos em sociedade ,exemplo:Artista+educador  / espectador+educando.
9-A desaprendizagem na ULA!  ocorre através do plano afetivo da experiência ,daquilo que não é pragmático ou tão somente serve à resolução de problemas .A ULA! gera novos problemas e por conseguinte, libera  novos atos de transformação
10-A ULA! compartilha do conhecimento via “CC” Creative Commons ,bem como extensões em copyleft...tudo para que cada um possa dar “mais sabor e consistência à massa do bolo”
11-A ULA! existirá em todo campo da expressão afetiva presente entre o céu e a terra. A ULA! é poética,contraditória,phoda,brega e necessária...

Nenhum comentário: